Published On: seg, mar 20th, 2017

Como escolher o Azeite: tipos e benefícios para a saúde

O azeite realmente faz bem para a saúde? Quais são os tipos e como escolher o melhor azeite para deixar suas receitas ainda mais deliciosas.

O azeite realmente faz muito bem para a saúde devido suas propriedade e vitaminas que previnem doenças, além de melhorar a pele. Porém, nada de exageros! Lembre-se que o azeite é bem calórico, são cerca de 90 calorias por colher de sopa.

Azeite

“Menina
PUBLICIDADE
“Menina

Benefícios do azeite para a saúde

O azeite possui ação antioxidante, o que ajuda a diminuir o aparecimento de rugas.

Por ser rico em gorduras monoinsaturadas o consumo moderado de azeite é ótimo para combater o mau colesterol. Ele também ajuda a diminuir a formação de placas ateromatosas, que são responsáveis por entupir os vasos sanguíneos e artérias.

Quais são os tipos de azeite de oliva a venda?

Azeite comum ou refinado: o mais comum a venda nos mercado, esse tipo de azeite é extraído por diversos processos e geralmente perdem bastante propriedades e vitaminas. Sua acidez varia entre 1.5% e 3%.

Azeite Virgem: esse tipo de azeite é extraído por processos mecânicos e possui melhor qualidade nutricional que o azeite comum. Sua acidez varia entre 0.8% e 1.5%

Azeite Extra Virgem: o azeite extra virgem é prensado a frio, o que garante a preservação de todos os nutrientes e vitaminas. Sua acidez é de até 0.8%.

Como escolher o azeite de oliva?

Existem no mercado dezenas de azeites de diferentes marcas e realmente para quem não possui nenhuma noção fica difícil escolher. Por isso, hoje vamos dar algumas dicas para ajudar você a escolher o melhor azeite e deixar suas receitas ainda mais deliciosas.

A acidez influência no azeite?

Não! Escolher o azeite pela acidez é um erro bastante comum. O grau de acidez pouco importa pois não é perceptível ao paladar, ou seja, não mudará em nada o sabor dos alimentos. Ele somente indica que todas as etapas de processamento foram bem feitas, por isso o azeite extra virgem tende a ter menos grau de acidez.

A acidez só servirá como métrica caso você esteja em dúvida entre dois azeites, com as mesmas características e com todos os outros detalhes, descritos abaixo, iguais. Neste caso escolha o com menor grau de acidez.

E como escolher o azeite?

O azeite extra virgem é o melhor por ter o mais eficiente processamento desde a colheita até a fabricação. Com isso ele consegue manter a maior parte de seus nutrientes e vitaminas.

Embalagem

Em primeiro lugar, dê preferência por azeites com garrafas de vidro escuro, isso porque a exposição a luz é prejudicial para o azeite. Garrafas com rolhas de cortiça também devem ser evitadas, pois elas podem permitir a entrada de ar, outro vilão que pode prejudicar o azeite.

Origem

Normalmente os azeites dos principais países europeus, produtores de azeites, são os mais cobiçados. Uma boa dica para saber se eles tem realmente procedência de lá é procurar pela nomenclatura “DOP” – Denominazione di Origine Protetta no rótulo. Isso quer dizer que eles cumprem a legislações que atestam a origem geográfica do produto, estabelecido na União Européia.

Validade

Diferente do vinho, quanto mais novo o azeite é melhor. Por ser um produto feito com ingrediente fresco, a azeitona no caso, quanto mais novo suas propriedades serão melhores conservadas.

Como conservar o azeite

Como dito anteriormente a luz e o ar são inimigos naturais do azeite. Evite deixar a garrafa perto do fogão e locais com incidência direta da luz do Sol. Mantenha o vidro de azeite bem fechado e procure consumí-lo em no máximo 90 dias.

“Menina


“Menina